Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua brasileira de sinais

Aprenda do Grande Instrutor

CAPÍTULO 21

Devemos nos gabar?

Devemos nos gabar?

O QUE quer dizer se gabar? Você sabe? — Vou dar um exemplo. Já tentou fazer algo em que você não é muito bom? Talvez tenha tentado fazer um gol num jogo de futebol, ou quem sabe tentou pular corda. Quando tentou fazer uma dessas coisas, será que alguém disse: “Ah! Ah! Ah! Eu sou melhor do que você”? — Bem, a pessoa que fez isso estava se gabando.

Você gosta quando outros fazem isso? — Então, como acha que outros vão se sentir se você se gabar? — Seria certo dizer a outra pessoa: “Eu sou melhor do que você”? — Acha que Jeová gosta de quem faz isso? —

O Grande Instrutor conhecia pessoas que se achavam melhores do que os outros. Elas se gabavam e desprezavam os outros. Por isso, um dia Jesus contou uma história para mostrar que elas estavam erradas em se gabar. A história é a seguinte:

Havia um fariseu e um cobrador de impostos. Os fariseus eram instrutores religiosos que costumavam agir como se fossem mais justos e santos do que os outros. O fariseu da história de Jesus tinha ido orar no templo de Deus em Jerusalém.

Por que Deus ficou contente com o cobrador de impostos, mas não com o fariseu?

Jesus contou que um cobrador de impostos também tinha ido ao templo para orar. A maioria das pessoas não gostava dos cobradores de impostos. Achavam que eles só queriam enganá-las. E é verdade que muitos cobradores de impostos não eram lá muito honestos.

No templo, o fariseu começou a orar a Deus deste jeito: ‘Ó Deus, eu agradeço que não sou pecador como as outras pessoas. Não engano ninguém nem faço coisas ruins para os outros. Não sou como aquele cobrador de impostos ali. Sou justo. Fico sem comer duas vezes por semana para ter mais tempo para pensar no senhor. E dou para o templo a décima parte de todas as coisas que adquiro.’ O fariseu realmente se achava melhor do que os outros, não é? — Ele disse isso a Deus.

Mas o cobrador de impostos agiu bem diferente. Ele nem olhava para o céu enquanto orava. Ficou de pé num canto, com a cabeça abaixada. Estava tão triste por causa dos seus pecados que batia no peito. Ele não disse a Deus que não fazia nada de errado. Em vez disso, orou: ‘Ó Deus, seja bondoso comigo, que sou pecador.’

Qual desses dois homens você acha que agradou a Deus? Será que foi o fariseu, que se achava muito bom? Ou foi o cobrador de impostos, que estava triste por causa dos seus pecados? —

Jesus disse que foi o cobrador de impostos que agradou a Deus. Por quê? Jesus explicou: ‘Porque quem quiser parecer melhor do que os outros vai ser rebaixado. Mas os humildes vão ser enaltecidos.’ — Lucas 18:9-14.

Que lição Jesus queria ensinar com essa história? — Ele estava ensinando que é errado achar que somos melhores do que os outros. Talvez a gente não diga que se acha melhor, mas pelo modo de agir, podemos passar a ideia de que nos achamos melhores. Já agiu assim? — Veja o caso do apóstolo Pedro.

Jesus disse que todos os apóstolos iam abandoná-lo quando ele fosse preso, mas Pedro se gabou: ‘Mesmo que todos os outros o abandonem, eu nunca vou fazer isso!’ Só que Pedro estava errado. Ele confiou demais em si mesmo. Acabou abandonando a Jesus. Mas ele se arrependeu, como vamos aprender no Capítulo 30 deste livro. — Mateus 26:31-33.

Vamos ver um exemplo moderno. Digamos que na escola a professora faça algumas perguntas para você e para um colega. Você responde na hora, mas o outro aluno não. É claro que ficamos contentes quando sabemos a resposta. Mas seria bondoso você se comparar com o colega que é mais lento para responder? — É certo rebaixar outra pessoa só para tentar aparecer? —

Foi isso o que o fariseu fez. Ele se gabou de que era melhor do que o cobrador de impostos. Mas o Grande Instrutor disse que o fariseu estava errado. É verdade que tem gente que consegue fazer certas coisas melhor do que os outros. Mas isso não quer dizer que elas sejam pessoas melhores.

Se você sabe mais do que os outros, isso quer dizer que você é melhor do que eles?

Assim, será que devemos nos gabar se soubermos mais coisas do que outras pessoas? — Pense no seguinte: Fomos nós que fizemos nosso próprio cérebro? — Foi Deus quem nos deu o cérebro. E a maioria das coisas que sabemos aprendemos de outra pessoa. Talvez tenhamos lido num livro. Ou alguém pode ter nos contado. E mesmo quando descobrimos alguma coisa sozinhos, como conseguimos isso? — É, usando o cérebro que Deus nos deu.

Quando alguém se esforça de verdade em alguma tarefa, é bom dizermos algo que faça com que ele se sinta bem. Diga que você gostou do que ele fez. Talvez possa até ajudá-lo a melhorar. É isso o que gostaria que as pessoas fizessem por você, não é? —

Por que é errado nos gabarmos se formos mais fortes do que outra pessoa?

Algumas pessoas são mais fortes. Por exemplo, você talvez seja mais forte do que o seu irmão ou do que a sua irmã. Quer dizer, então, que você pode se gabar? — Nós crescemos e ficamos fortes por causa da comida. E não é Deus quem nos dá o sol, a chuva e tudo o mais que é preciso para fazer crescer as plantações que dão alimento? — Então, se estamos crescendo e ficando fortes, devemos agradecer a Deus. — Atos 14:16, 17.

Ninguém gosta de ouvir outra pessoa se gabar, não é verdade? — Lembre-se das palavras de Jesus: ‘O que vocês querem que os outros lhes façam, vocês devem fazer a eles.’ Se fizermos isso, nunca vamos ser como o fariseu que se gabou, conforme a história contada pelo Grande Instrutor. — Lucas 6:31.

Uma vez, alguém chamou Jesus de bom. Será que o Grande Instrutor disse: ‘É, eu sou bom mesmo’? — Não, ele não fez isso. Muito pelo contrário, ele disse: ‘Ninguém é bom, a não ser um só, Deus.’ (Marcos 10:18) O Grande Instrutor era perfeito, mas ele não se gabava. Pelo contrário, ele sempre honrava seu Pai, Jeová.

Da mesma maneira, em vez de nos gabar, devemos honrar a quem? — Isso mesmo, ao nosso Criador, Jeová Deus. Quando vemos um lindo pôr do sol ou alguma outra maravilha da criação, podemos dizer: ‘Foi o nosso maravilhoso Deus, Jeová, quem fez isso!’ Devemos estar sempre prontos a falar sobre as grandes coisas que Jeová já fez e ainda vai fazer no futuro.

A quem este garoto está dando honra?

Leia o que as Escrituras dizem sobre gabar-se, ou jactar-se, e veja como podemos evitar nos gabar: Provérbios 16:5, 18; Jeremias 9:23, 24; 1 Coríntios 4:7 e 13:4.