Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua brasileira de sinais

Viva e Ensine  |  Setembro de 2016

 NOSSA VIDA CRISTÃ

3 erros comuns ao dirigir estudos bíblicos

3 erros comuns ao dirigir estudos bíblicos
VISUALIZAR
Texto
Imagem

Erro 1: falar demais. Não é você que tem que explicar tudo. Jesus fazia perguntas para ajudar as pessoas a pensar e a chegar à conclusão certa. (Mt 17:24-27) Quando você faz perguntas, o estudo fica mais interessante. Também, fica mais fácil saber se o estudante entendeu a matéria e se ele concorda com o que está aprendendo. (be 253 §§ 3-4) Depois de fazer uma pergunta, seja paciente e espere o estudante responder. Se ele responder errado, não dê a resposta certa. Em vez disso, use outras perguntas para ajudá-lo a entender bem o ponto. (be 238 §§ 1-2) Não tenha pressa. Fale num ritmo que ajude seu estudante a entender as informações que são novas para ele. — be 230 § 4.

Erro 2: complicar o assunto. Você talvez fique com vontade de dizer tudo o que sabe sobre um assunto. Mas isso não é bom. (Jo 16:12) Concentre-se no ponto principal de cada parágrafo. (be 226 §§ 4-5) Detalhes, por mais interessantes que sejam, podem deixar o estudante confuso. (be 235 § 3) Quando o estudante entender o ponto principal, passe para o próximo parágrafo.

Erro 3: fazer apenas perguntas e respostas. Nosso objetivo não é fazer apenas perguntas e respostas. É tocar o coração do estudante. (Lu 24:32) A Palavra de Deus tem poder. Por isso, concentre-se nos principais textos bíblicos de cada lição. (2Co 10:4; He 4:12; be 144 §§ 1-3) Faça ilustrações simples. (be 245 §§ 2-4) Deixe o estudo mais personalizado. Como? Pense no que o estudante acredita e nos desafios que ele enfrenta. Leve isso em conta quando for dirigir o estudo. Faça perguntas como: “O que você acha do que aprendeu aqui?” “O que isso nos ensina sobre Jeová?” “Quais são as vantagens de seguir esse conselho?” — be 238 §§ 3-5; 259 § 1.