9 DE AGOSTO DE 2019
RÚSSIA

Irmão Andrzej Oniszczuk: quase um ano preso na solitária

Irmão Andrzej Oniszczuk: quase um ano preso na solitária

Andrzej Oniszczuk, um cidadão polonês e um de nossos queridos irmãos, está em prisão preventiva na Rússia desde que forças de segurança o prenderam em 9 de outubro de 2018. Recentemente, seu tempo de prisão foi prorrogado pela quinta vez. O novo prazo para ele ser libertado é 2 de outubro, quase um ano depois de ter sido preso.

Andrzej e sua esposa, Anna, antes de ele ser preso. Desde que Andrzej foi preso dez meses atrás ela não recebeu autorização para visitá-lo.

Andrzej está na solitária desde que foi preso. Das 6 da manhã às 9 da noite ele não tem permissão para se deitar. Ele só pode tomar banho com água quente uma vez por semana por 15 minutos. Nesses dez meses em que Andrzej está preso, Anna não teve autorização para visitá-lo. Eles só podem se comunicar por carta. Ela já enviou vários pedidos para visitar Andrzej, mas todos foram negados.

Como noticiado anteriormente, Andrzej foi preso depois que a polícia local e forças especiais encapuzadas invadiram sua casa e outras 18 em Kirov. Um processo criminal foi aberto contra Andrzej por cantar cânticos do Reino e estudar publicações religiosas.

Além de Andrzej, quatro outros irmãos de Kirov também foram presos no ano passado e colocados em prisão preventiva: Maksim Khalturin, de 44 anos; Vladimir Korobeynikov, de 66 anos; Andrey Suvorkov, de 26 anos; e Evgeniy Suvorkov, de 41 anos. Agora eles cumprem prisão domiciliar. Tanto o caso de Andrzej como os desses quatro irmãos estão pendentes na Corte Europeia dos Direitos Humanos.

Neste ano, autoridades russas abriram processos criminais contra mais sete irmãos de Kirov; o mais velho é o irmão Yevgeniy Udintsev, de 70 anos de idade. Um total de 12 Testemunhas de Jeová em Kirov está enfrentando processos criminais por praticar sua fé.

Ao pensar em Andrzej, Anna e nos outros queridos irmãos na Rússia, não queremos nos esquecer das seguintes palavras da Bíblia: “Lembrem-se dos que estão presos, como se vocês estivessem presos com eles, e dos que estão sendo maltratados, visto que vocês mesmos também estão no corpo.” — Hebreus 13:3.