“Compre a verdade e nunca a venda”

“Compre a verdade e nunca a venda”

“Compre a verdade e nunca a venda, também a sabedoria, a disciplina e o entendimento.” — PRO. 23:23.

CÂNTICOS: 113 e 114

1, 2. (a) Qual é o bem mais valioso que temos? (b) Que verdades são valiosas para nós, e por quê? (Veja a imagem no começo do estudo.)

QUAL é a coisa mais valiosa que você tem? Você a trocaria por algo que valesse menos? Para os servos dedicados de Jeová, as respostas são simples. O bem mais valioso que temos é a nossa amizade com Jeová, e isso é algo que não trocamos por nada. A verdade da Bíblia também é muito preciosa. Foi por meio dela que conseguimos desenvolver a amizade com nosso Pai, Jeová. — Col. 1:9, 10.

2 Pense em tudo o que nosso Grandioso Instrutor nos ensina por meio da Bíblia! Ele nos ensina o que o nome dele significa e como suas qualidades são maravilhosas. Jeová nos explica o que é o resgate e como ele foi pago com muito amor por meio de seu Filho, Jesus. Ele também nos ensina sobre o Reino Messiânico e nos dá uma esperança para o futuro: a vida no céu para os ungidos e a vida no Paraíso na Terra para os das “outras ovelhas”. (João 10:16) Jeová também diz como nós devemos viver. Essas verdades são valiosas, não acha? Elas aumentam nosso amor por Deus e fazem nossa vida ter sentido.

3. Será que Jeová espera que ‘compremos a verdade’ com dinheiro?

3 Jeová é um Deus generoso. Ele tem prazer em dar coisas boas para os que procuram a verdade. Ele até mesmo deu como presente a vida de seu querido Filho. Com certeza, Jeová jamais vai pedir que paguemos pela verdade com dinheiro. Isso ficou evidente quando um homem chamado Simão tentou comprar do apóstolo Pedro a autoridade de dar espírito santo. Pedro o repreendeu, dizendo: “Pereça com você a sua prata, porque você pensou que poderia obter a dádiva gratuita de Deus com dinheiro.” (Atos 8:18-20; nota) Então, o que a Bíblia quer dizer com a expressão “compre a verdade”?

O QUE SIGNIFICA ‘COMPRAR A VERDADE’?

4. O que vamos aprender sobre a verdade neste estudo?

4 Leia Provérbios 23:23. Encontrar a verdade da Palavra de Deus exige esforço. Temos que estar dispostos a fazer qualquer sacrifício para ‘comprá-la’, ou seja, para consegui-la. E, como diz esse provérbio, depois de ‘comprarmos’ a verdade, temos que tomar cuidado para não ‘vendê-la’, ou seja, perdê-la. Mas como podemos ‘comprar a verdade’? Qual é o “preço” dela? Isso é o que vamos ver neste estudo. Se a verdade for realmente valiosa para nós, nunca vamos querer ‘vendê-la’. E, como veremos, ‘comprar a verdade’ é o melhor investimento que existe.

5, 6. (a) Como é possível ‘comprar a verdade’ sem dinheiro? Dê um exemplo. (b) De que modos a verdade nos faz bem?

5 Mesmo algo grátis pode ter um custo. A palavra hebraica traduzida como “compre” em Provérbios 23:23 também significa “adquira”. Essas duas palavras passam a ideia de se esforçar para obter um objeto valioso ou dar algo em troca dele. Pense neste exemplo: um mercado anuncia “Bananas grátis”. Será que as bananas vão aparecer do nada em cima da sua mesa? Não. Você tem que fazer o esforço de ir até o mercado e pegar as bananas. Mesmo que elas sejam de graça, você deu em troca delas o seu tempo e o seu esforço. ‘Comprar a verdade’ é algo parecido. Você não dá dinheiro em troca dela, mas você vai ter que se esforçar para consegui-la.

6 Leia Isaías 55:1. Esse texto esclarece um pouco mais o que significa ‘comprar a verdade’. Aqui, Jeová compara sua palavra com água, leite e vinho. Assim como um copo de água fria é refrescante, as palavras de Deus refrescam o íntimo da pessoa. E, assim como o leite dá energia e ajuda a criança a crescer, as palavras de Jeová nos dão força e nos ajudam a crescer em sentido espiritual. Mas o que as palavras de Jeová têm a ver com o vinho? A Bíblia associa vinho com alegria. (Sal. 104:15) Então, quando Jeová nos diz para ‘comprar vinho’, ele está dizendo que obedecer às palavras dele dá alegria. (Sal. 19:8) Jeová usou essas belas ilustrações para mostrar que aprender as suas verdades e colocá-las em prática faz bem para nós. Agora, vamos ver cinco preços que talvez tenhamos que pagar para ‘comprar a verdade’.

QUE PREÇO VOCÊ PAGOU PARA ‘COMPRAR A VERDADE’?

7, 8. (a) Por que ‘comprar a verdade’ exige tempo? (b) Que sacrifícios uma jovem estudante fez, e qual foi o resultado?

7 Tempo. Esse é um preço que todo aquele que ‘compra a verdade’ deve pagar. Escutar a mensagem do Reino, ler a Bíblia e as publicações, fazer estudo pessoal, preparar as reuniões e assistir a elas são atividades que exigem tempo. Para fazer tudo isso, temos que ‘comprar o tempo’, ou seja, tirar o tempo de outras coisas menos importantes. (Leia Efésios 5:15, 16 e a nota.) Quanto tempo leva para alguém aprender os ensinos básicos da Bíblia? Isso vai depender de cada um. Nunca vai haver fim para o que podemos aprender sobre a sabedoria de Jeová e as coisas que ele faz. (Rom. 11:33). Veja o exemplo de uma pessoa que estava procurando pela verdade.

8 Mariko, * uma jovem do Japão, se mudou para os Estados Unidos para cursar uma escola. Um dia, uma pioneira a encontrou na pregação de casa em casa. Embora Mariko já tivesse uma religião, ela aceitou um estudo bíblico. Ela começou a gostar tanto das verdades que estava aprendendo que pediu para estudar duas vezes por semana. Mesmo cursando a escola e trabalhando por meio período, Mariko começou logo a assistir às reuniões. Para ter mais tempo de aprender a verdade, ela diminuiu o tempo que gastava com algumas diversões. Esses sacrifícios a ajudaram a progredir em sentido espiritual. Em menos de um ano, Mariko se batizou. Seis meses depois, em 2006, ela se tornou pioneira regular, e continua nesse serviço até hoje.

9, 10. (a) Como a verdade muda nosso ponto de vista sobre coisas materiais? (b) Do que uma jovem abriu mão para ‘comprar a verdade’, e como ela se sente por causa disso?

9 Coisas materiais. Às vezes, ‘comprar a verdade’ envolve abrir mão de um bom emprego ou de uma carreira. Quando Jesus convidou os pescadores Pedro e André para serem seus seguidores, eles “abandonaram imediatamente as redes”. (Mat. 4:18-20) É claro que hoje a maioria das pessoas que aprende a verdade não pode largar seus empregos de uma hora para outra. Afinal, a pessoa precisa trabalhar e cuidar de sua família. (1 Tim. 5:8) Mas muitas delas precisam mudar o modo de encarar as coisas materiais e reorganizar suas prioridades. Jesus deixou isso claro quando disse: ‘Parem de acumular para vocês tesouros na terra. Em vez disso, acumulem para vocês tesouros no céu.’ (Mat. 6:19, 20) Veja o exemplo de outra jovem.

10 Maria gostava muito de jogar golfe desde que era bem pequena. Durante seus anos de escola, ela foi se tornando cada vez melhor no golfe, e até ganhou uma bolsa de estudos na universidade. A vida de Maria era o golfe. O que ela mais queria era ser jogadora profissional e ganhar muito dinheiro com isso. Então, Maria começou a estudar a Bíblia. O amor pelas verdades que estava aprendendo a ajudou a fazer mudanças na vida. Ela disse: “Quanto mais minha vida e minha atitude entravam nos padrões da Bíblia, mais feliz eu me sentia.” Maria percebeu que seria impossível servir a Jeová e, ao mesmo tempo, se concentrar em uma carreira no golfe. (Mat. 6:24) Para ‘comprar a verdade’, ela abriu mão do sonho de se tornar jogadora profissional de golfe e de ganhar dinheiro. Hoje, ela serve como pioneira e diz: “Agora minha vida é mais feliz e tem um objetivo.”

11. Como nossas relações familiares e amizades podem ser afetadas quando ‘compramos a verdade’?

11 Relações familiares e amizades. Seguir a verdade da Bíblia pode afetar os laços que temos com nossa família ou com nossos amigos. Por quê? Em uma oração por seus seguidores, Jesus disse: “Santifica-os por meio da verdade; a tua palavra é a verdade.” (João 17:17; nota) ‘Santificar’ também pode significar ‘colocar à parte’. Quando aceitamos a verdade, somos ‘colocados à parte’ do mundo. Não nos encaixamos mais nele porque nossos valores são outros. Queremos viver de acordo com a verdade da Bíblia. Mesmo que tentemos manter um bom relacionamento com parentes e amigos, pode ser que alguns deles se afastem ou até mesmo fiquem contra nós. Isso não é nenhuma novidade. Jesus já tinha dito: “Os inimigos do homem serão os da sua própria casa.” (Mat. 10:36) Mas ele também nos garantiu que as recompensas que recebemos por ‘comprar a verdade’ são bem maiores que o preço que pagamos por ela. — Leia Marcos 10:29, 30.

12. Que preço um judeu pagou pela verdade?

12 Aaron, um empresário judeu, tinha aprendido na infância que o nome de Deus nunca deve ser pronunciado. Mas Aaron queria muito aprender sobre Deus. Um dia, uma Testemunha de Jeová mostrou para ele que, juntando as quatro consoantes hebraicas do nome de Deus com vogais, o resultado seria a pronúncia “Jeová”. Aaron ficou tão empolgado que foi para a sinagoga contar isso para os rabinos. Mas a reação deles não foi o que Aaron esperava. Em vez de ficarem alegres, eles cuspiram em Aaron e o expulsaram da comunidade judaica. Até a própria família ficou contra ele. Mas isso não impediu Aaron de ‘comprar a verdade’. Ele foi uma corajosa Testemunha de Jeová pelo resto de sua vida. Se nós também queremos ‘comprar a verdade’, temos que estar preparados. Isso pode custar mudanças no relacionamento que temos com a família e com outras pessoas.

13, 14. Que mudanças em nosso modo de vida temos que fazer para ‘comprar a verdade’? Dê um exemplo.

13 Ações e pensamentos errados. Para ‘comprar a verdade’ e viver de acordo com a Bíblia, temos que fazer mudanças no modo como pensamos e nos comportamos. Pedro escreveu sobre essas mudanças: ‘Como filhos obedientes, parem de se amoldar aos desejos que tinham antes na sua ignorância, mas tornem-se santos em toda a sua conduta.’ (1 Ped. 1:14, 15) Na antiga cidade de Corinto, as pessoas tinham uma vida imoral. Quando elas ‘compraram a verdade’, tiveram que fazer grandes mudanças. (1 Cor. 6:9-11) Hoje, muitos que ‘compram a verdade’ também precisam deixar para trás o que é errado. Pedro lembrou os cristãos da sua época: “No passado vocês gastaram tempo suficiente fazendo a vontade das nações, quando vocês viviam em conduta insolente, em paixões desenfreadas, em embriaguez, em festas descontroladas, em bebedeiras e em idolatrias ilícitas.” — 1 Ped. 4:3.

14 Por muitos anos, Devin e Jasmine tiveram problemas com a bebida. Embora fosse ótimo em contabilidade, Devin nunca conseguia um emprego fixo porque bebia demais. E Jasmine ficou conhecida por ser agressiva e violenta. Um dia, ela estava andando bêbada pela estrada quando encontrou dois missionários Testemunhas de Jeová. Eles combinaram começar um estudo da Bíblia na semana seguinte. Quando os missionários chegaram na casa de Devin, tanto Devin quanto Jasmine estavam bêbados. Eles tinham achado que os missionários nunca iam se importar em visitá-los. Na revisita seguinte, a situação era outra. Jasmine e Devin estavam ansiosos para estudar a Bíblia, e logo começaram a pôr em prática tudo o que aprendiam. Uns três meses depois, eles largaram o álcool e se casaram legalmente. Muitas pessoas que conheciam Jasmine e Devin notaram as mudanças que eles fizeram e também quiseram estudar a Bíblia.

15. Qual pode ser um dos preços mais difíceis de pagar pela verdade, e por quê?

15 Práticas e costumes errados. Para algumas pessoas, é fácil deixar para trás práticas e costumes que não agradam a Jeová. Mas, para outras, esse pode ser um dos preços mais difíceis de pagar pela verdade. Elas se preocupam com o que parentes, colegas de trabalho e amigos vão achar. A situação pode ser ainda mais complicada em culturas onde é comum fazer rituais em honra de parentes falecidos. (Deut. 14:1) O que pode nos ajudar a ter a coragem necessária para fazer mudanças? Lembre do exemplo daqueles que passaram pela mesma situação, como os primeiros cristãos em Éfeso.

16. O que alguns em Éfeso fizeram para ‘comprar a verdade’?

16 Éfeso era uma cidade conhecida por praticar a magia. Aqueles que aceitaram as boas novas entenderam que, para ‘comprar a verdade’, não podiam mais se envolver com magia. O que eles fizeram? A Bíblia diz: “Um bom número dos que haviam praticado artes mágicas juntaram seus livros e os queimaram diante de todos. Ao calcularem o valor deles, viram que valiam 50.000 moedas de prata. Assim, de modo poderoso, a palavra de Jeová crescia e prevalecia.” (Atos 19:19, 20) Aqueles cristãos fiéis abriram mão de seus livros caros, mas Jeová os abençoou muito por causa disso.

17. (a) Quais são algumas das coisas que abrimos mão para ‘comprar a verdade’? (b) Que perguntas vamos ver no próximo estudo?

17 Que preço você pagou pela verdade? Todos nós tivemos que dar do nosso tempo, e ainda damos. Alguns tiveram que deixar para trás coisas materiais. Outros tiveram que lidar com mudanças no relacionamento com parentes e amigos. Há também os que tiveram que se livrar de ações e pensamentos errados. E ainda outros abandonaram práticas e costumes que não agradam a Deus. Não importa qual tenha sido o preço que pagamos, nada se compara com o valor da verdade que está na Bíblia. Sem ela, nunca teríamos nosso bem mais valioso: a amizade com Jeová. Isso é algo que jamais queremos ‘vender’. Mas, infelizmente, é o que alguns acabam fazendo. Como uma pessoa pode ‘vender a verdade’? O que pode nos ajudar a nunca cometer esse erro? Vamos descobrir no próximo estudo.

^ parágrafo 8 Alguns nomes neste artigo foram mudados.