Ezequiel 23:1-49

  • Duas irmãs infiéis (1-49)

    • Oolá com a Assíria (5-10)

    • Oolibá com Babilônia e com o Egito (11-35)

    • As duas irmãs serão punidas (36-49)

23  Recebi novamente a palavra de Jeová:  “Filho do homem, havia duas mulheres que eram filhas da mesma mãe.+  Elas se tornaram prostitutas no Egito;+ prostituíram-se desde a juventude. Lá seus peitos foram apertados, seus seios virgens foram acariciados.  O nome da mais velha era Oolá;* e o da sua irmã, Oolibá.* Elas se tornaram minhas e deram à luz filhos e filhas. Quanto aos seus nomes, Oolá é Samaria+ e Oolibá é Jerusalém.  “Oolá se prostituiu+ enquanto me pertencia. Ela desejava ardentemente seus amantes,+ os assírios,+ seus vizinhos.  Eles eram governadores vestidos de azul e subgovernadores, todos eles jovens atraentes, montados em cavalos.  Ela continuou a se prostituir com toda a elite dos filhos da Assíria, e se contaminou+ com os ídolos repugnantes* daqueles a quem ela desejava ardentemente.  Ela não abandonou a prostituição que praticava no Egito, pois haviam se deitado com ela na sua juventude, acariciado os seus seios virgens e derramado sua paixão ardente* sobre ela.+  Por isso a entreguei nas mãos dos seus amantes, os filhos da Assíria,+ os quais ela desejava ardentemente. 10  Eles expuseram a nudez dela,+ capturaram seus filhos e suas filhas+ e a mataram à espada. Ela se tornou mal-afamada entre as mulheres, e eles executaram o julgamento contra ela. 11  “Quando sua irmã Oolibá viu isso, sua paixão se tornou ainda mais depravada, e sua prostituição se tornou pior do que a da sua irmã.+ 12  Ela desejava ardentemente seus vizinhos, os filhos da Assíria,+ governadores e subgovernadores, homens vestidos com esplendor, montados em cavalos, todos eles jovens atraentes. 13  Quando ela se tornou impura, vi que as duas haviam seguido o mesmo caminho.+ 14  Mas ela foi ainda mais longe na sua prostituição. Ela viu homens esculpidos na parede, imagens esculpidas de caldeus pintadas de vermelhão, 15  usando um cinturão na cintura e um turbante esvoaçante na cabeça, com a aparência de guerreiros, todos eles representando babilônios, nascidos na terra dos caldeus. 16  Assim que ela os viu, começou a desejá-los ardentemente e lhes enviou mensageiros à Caldeia.+ 17  De modo que os filhos de Babilônia vinham ter relações com ela em sua cama, e a tornaram impura com sua paixão ardente.* Depois de ter ficado impura por causa deles, ela* ficou com aversão deles e se afastou. 18  “Quando ela continuou a se prostituir descaradamente e a expor sua nudez,+ eu fiquei* com aversão dela e me afastei, assim como havia ficado com aversão da sua irmã e me afastado dela.+ 19  E ela passou a se prostituir cada vez mais,+ fazendo lembrar os dias da sua juventude, quando se prostituía na terra do Egito.+ 20  Ela desejava ardentemente seus amantes, como as concubinas de homens cujo membro viril é como o de um jumento, cujo órgão genital é como o de um cavalo. 21  Você teve saudade da conduta obscena da sua juventude no Egito,+ quando lhe acariciavam os seios, os peitos da sua juventude.+ 22  “Portanto, Oolibá, assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Estou atiçando os seus amantes,+ de quem você* sentiu aversão e se afastou, e vou trazê-los contra você de todas as direções,+ 23  os filhos de Babilônia+ e todos os caldeus,+ os homens de Pecode,+ de Soa e de Coa, junto com todos os filhos da Assíria. Todos eles são jovens atraentes, governadores e subgovernadores, guerreiros e homens escolhidos,* todos montados em cavalos. 24  Eles a atacarão com estrondosos carros de guerra e suas rodas, com muitas tropas, com escudos grandes e pequenos,* e com capacetes. Eles cercarão você por todos os lados; eu vou encarregá-los do seu julgamento, e eles a julgarão conforme acharem melhor.+ 25  Eu vou expressar a minha indignação contra você, e eles a tratarão com furor. Deceparão seu nariz e suas orelhas, e os que restarem de você cairão à espada. Eles levarão embora seus filhos e suas filhas, e os que restarem de você serão consumidos pelo fogo.+ 26  Eles arrancarão as suas roupas+ e tomarão as suas belas joias.*+ 27  Porei fim à sua conduta obscena e à sua prostituição,+ que começaram na terra do Egito.+ Você vai parar de olhar para eles, e não se lembrará mais do Egito.’ 28  “Pois assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Estou para entregar você nas mãos daqueles que você odeia, aqueles de quem você* sentiu aversão e se afastou.+ 29  Eles a tratarão com ódio, levarão embora todos os frutos do seu trabalho árduo,+ e a deixarão nua e exposta. Será exposta a nudez vergonhosa da sua imoralidade, a sua conduta obscena e a sua prostituição.+ 30  Você sofrerá essas coisas por ter perseguido as nações como uma prostituta,+ por ter se contaminado com os ídolos repugnantes delas.+ 31  Você seguiu o mesmo caminho que a sua irmã,+ e eu porei o cálice dela na sua mão.’+ 32  “Assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Você beberá o cálice grande e fundo da sua irmã,+E se tornará motivo de riso e de zombaria, dos quais o cálice está cheio.+ 33  Você será dominada pela* embriaguez e pela tristeza— Um cálice de pavor e desolação,O cálice de Samaria, sua irmã. 34  Você terá de bebê-lo até esvaziá-lo,+ roer os seus cacosE depois arrancar os próprios seios. “Pois eu mesmo falei”, diz o Soberano Senhor Jeová.’ 35  “Portanto, assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Visto que você se esqueceu de mim e me desconsiderou completamente,*+ você sofrerá as consequências da sua conduta obscena e da sua prostituição.’” 36  Então Jeová me disse: “Filho do homem, você vai proferir a sentença de Oolá e de Oolibá+ e confrontá-las com as suas práticas repugnantes? 37  Elas cometeram adultério,*+ e há sangue nas suas mãos. Elas não só cometeram adultério com os seus ídolos repugnantes, mas também queimaram no fogo* os filhos que haviam gerado para mim, oferecendo-os como alimento aos seus ídolos.+ 38  E ainda me fizeram o seguinte: profanaram o meu santuário naquele dia e profanaram os meus sábados. 39  Naquele mesmo dia, depois de terem matado seus filhos como sacrifício aos seus ídolos repugnantes,+ elas entraram no meu santuário para o profanar.+ Foi isso o que elas fizeram dentro da minha própria casa. 40  Elas até mesmo enviaram um mensageiro para chamar homens de longe.+ Quando eles estavam chegando, você* se lavou, pintou os olhos e se enfeitou com adornos.+ 41  E você se sentou num divã luxuoso,+ diante do qual havia uma mesa posta,+ e pôs sobre ela o meu incenso+ e o meu óleo.+ 42  Ali se ouvia o som de uma multidão de homens despreocupados, entre os quais estavam beberrões trazidos do deserto. Eles puseram pulseiras nos braços das mulheres e belas coroas na cabeça delas. 43  “Então eu disse a respeito daquela que já estava esgotada de tanto cometer adultério: ‘Agora ela vai continuar a se prostituir.’ 44  De modo que eles continuaram a ir ao encontro dela, como se vai a uma prostituta. Desse modo foram ao encontro de Oolá e de Oolibá, as mulheres de conduta obscena. 45  Mas homens justos aplicarão a ela a punição prescrita para o adultério+ e o derramamento de sangue,+ pois adúlteras é o que elas são, e há sangue nas suas mãos.+ 46  “Pois assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Um exército será trazido contra elas, para fazer delas um motivo de terror e vítimas de saque.+ 47  O exército vai atirar pedras nelas,+ e vai executá-las com espadas. Eles matarão seus filhos e suas filhas,+ e queimarão suas casas com fogo.+ 48  Eu porei fim à conduta obscena no país, e todas as mulheres aprenderão uma lição e não imitarão a sua conduta obscena.+ 49  Eles farão recair sobre vocês as consequências da sua conduta obscena e dos pecados que cometeram com os seus ídolos repugnantes; e vocês terão de saber que eu sou o Soberano Senhor Jeová.’”+

Notas de rodapé

Que significa “tenda dela”.
Que significa “minha tenda está nela”.
O termo hebraico talvez esteja relacionado a uma palavra para “esterco” e é usado como expressão de desprezo.
Ou: “suas relações imorais”.
Ou: “suas relações imorais”.
Ou: “sua alma”.
Ou: “minha alma ficou”.
Ou: “a sua alma”.
Lit.: “convocados”.
Ou: “broquéis”, pequenos escudos geralmente usados por arqueiros.
Ou: “os seus belos ornamentos”.
Ou: “a sua alma”.
Lit.: “ficará cheia de”.
Lit.: “me lançou atrás das suas costas”.
Isto é, adultério espiritual.
Ou: “fizeram passar pelo fogo”.
Pelo visto se refere a Oolibá.