27:1-23

  • Determinação de Jó de manter sua integridade (1-23)

    • “Não renunciarei à minha integridade” (5)

    • Ímpio não tem esperança (8)

    • ‘Por que suas palavras são tão vazias?’ (12)

    • Os maus acabam ficando sem nada (13-23)

27  Jó continuou seu discurso,* dizendo:   “Tão certo como vive Deus, que me negou a justiça,+Assim como vive o Todo-Poderoso, que me deixou amargurado,*+   Enquanto o meu fôlego estiver em mimE o espírito que procede de Deus estiver nas minhas narinas,+   Meus lábios não falarão coisas injustas,Nem minha língua murmurará mentiras!   Eu nunca os declararia justos! Até eu morrer não renunciarei à* minha integridade!+   Insistirei na minha retidão e nunca a deixarei;+Enquanto eu viver,* meu coração não me condenará.*   Que o meu inimigo acabe como alguém mau,E aqueles que me atacam, como os injustos.   Pois que esperança o ímpio* tem quando é destruído,+Quando Deus lhe tira a vida?*   Será que Deus ouvirá seu clamor,Quando lhe sobrevier a aflição?+ 10  Ou será que ele terá prazer no Todo-Poderoso? Invocará a Deus o tempo todo? 11  Eu os instruirei sobre o poder* de Deus,Não ocultarei nada sobre o Todo-Poderoso. 12  Ora, se todos vocês tiveram visões,Por que suas palavras são completamente vazias? 13  Esta é a porção que Deus reserva àquele que é mau,+A herança que os tiranos recebem do Todo-Poderoso: 14  Se os seus filhos se tornarem muitos, eles cairão pela espada,+E os seus descendentes não terão alimento suficiente; 15  Os que restarem serão enterrados por causa da praga,E as suas viúvas não chorarão por eles. 16  Mesmo que ele amontoe prata como se fosse póE acumule roupas finas como se fossem barro, 17  Mesmo que ele as ajunte,O justo é quem as usará,+E o inocente repartirá a prata. 18  A casa que ele constrói é tão frágil como o casulo de uma traça,Como um abrigo+ feito por um vigia. 19  Ele se deitará rico, mas não colherá nada;Quando abrir os olhos, não haverá nada. 20  O terror o alcança como uma enxurrada;À noite um vendaval o leva embora.+ 21  O vento leste o levará para longe, e ele desaparecerá;Ele o varrerá do seu lugar.+ 22  Virá sobre ele sem compaixão,+Enquanto ele desesperadamente tenta escapar da sua força.+ 23  Bate palmas contra ele,E, do lugar onde está, assobia+ para ele.*

Notas de rodapé

Lit.: “provérbio”.
Ou: “que deixou minha alma amargurada”.
Ou: “não removerei de mim a; manterei a”.
Ou: “Por nenhum dos meus dias”.
Ou: “não zombará de mim”.
Ou: “apóstata”.
Ou: “alma”.
Ou, possivelmente: “pela mão”.
Ou, possivelmente: “Batem palmas contra ele, e, do lugar onde estão, assobiam para ele.”