Configurações de acessibilidade

Pular para menu principal

Pular para menu secundário

Pular para conteúdo

Testemunhas de Jeová

DESPERTAI! 2007-02

 O Conceito da Bíblia

Quem é Satanás? Ele existe?

ALGUNS eruditos da atualidade dizem que Satanás não é uma pessoa real. Alegam que ele é apenas fruto da imaginação humana. Essa polêmica não é novidade. “A maior astúcia do Diabo é convencer-nos de que ele não existe”, escreveu Charles-Pierre Baudelaire, poeta do século 19.

Satanás realmente existe? Em caso afirmativo, de onde ele surgiu? Será que ele é a força invisível por trás dos problemas que afligem o mundo? Como você pode evitar a má influência dele?

Será que Satanás é a força invisível por trás dos problemas que afligem o mundo?

O que a Bíblia diz

A Bíblia descreve Satanás como uma pessoa real que vive no domínio espiritual invisível. (Jó 1:6) Ela nos fala de sua personalidade cruel e desumana e de suas más ações. (Jó 1:13-19; 2:7, 8; 2 Timóteo 2:26) Até mesmo conversas que Satanás teve com Deus e com Jesus estão registradas na Bíblia. — Jó 1:7-12; Mateus 4:1-11.

De onde surgiu essa criatura perversa? Muito antes de o homem existir, Deus criou seu Filho “primogênito”, que mais tarde veio a ser conhecido como Jesus. (Colossenses 1:15) Com o tempo, outros “filhos de Deus”, chamados anjos, foram criados. (Jó 38:4-7) Todos eram perfeitos e íntegros. No entanto, um desses anjos se tornaria Satanás.

Satanás não foi o nome dado a essa criatura no momento de sua criação. Esse é um  nome descritivo que significa “Adversário; Inimigo; Acusador”. Ele passou a ser chamado Satanás porque escolheu ser opositor de Deus.

Sentimentos de orgulho e de rivalidade para com Deus se desenvolveram no íntimo dessa criatura espiritual. Ele queria que outros o adorassem. Quando Jesus, o Filho primogênito de Deus, esteve na Terra, Satanás até mesmo tentou fazer com que ele lhe ‘fizesse um ato de adoração’. — Mateus 4:9.

Satanás “não permaneceu firme na verdade”. (João 8:44) Ele deu a entender que Deus era um mentiroso quando, na verdade, o mentiroso era ele. Satanás disse a Eva que ela poderia ser igual a Deus, mas era ele quem desejava isso. Por meio de tramas enganosas, alcançou seu objetivo egoísta. Ele conseguiu fazer com que Eva o considerasse superior a Deus. Ao obedecer a Satanás, Eva o escolheu como seu deus. — Gênesis 3:1-7.

Por promover uma rebelião, esse anjo, que antes era de confiança, fez de si mesmo Satanás — um adversário e inimigo de Deus e do homem. O termo “Diabo”, que significa “Caluniador”, também foi acrescentado à descrição dessa pessoa perversa. Mais tarde, esse originador do pecado influenciou outros anjos a desobedecer a Deus e se juntar a ele em sua rebelião. (Gênesis 6:1, 2; 1 Pedro 3:19, 20) Esses anjos não melhoraram a situação da humanidade. Por imitarem o proceder egoísta de Satanás, “a terra ficou cheia de violência”. — Gênesis 6:11; Mateus 12:24.

Até que ponto a influência de Satanás é poderosa?

Um criminoso pode remover suas impressões digitais da cena do crime na tentativa de não deixar vestígios de sua identidade. Mas quando os policiais chegam ao local, eles sabem que se houve um crime, sem dúvida há um criminoso. Satanás, o “homicida” original, procura não deixar vestígios de sua identidade. (João 8:44; Hebreus 2:14) Ao falar com Eva, ele encobriu sua identidade por meio de uma serpente. Atualmente, Satanás ainda tenta esconder quem é. Ele “tem cegado as mentes dos incrédulos” a fim de camuflar o alcance de sua poderosa influência. — 2 Coríntios 4:4.

No entanto, Jesus identificou Satanás como a mente criminosa responsável por este mundo corrupto em que vivemos. Jesus o chamou de “o governante deste mundo”. (João 12:31; 16:11) “O mundo inteiro jaz no poder do iníquo”, escreveu o apóstolo João. (1 João 5:19) Satanás usa com sucesso “o desejo da carne, e o desejo dos olhos, e a ostentação dos meios de vida da pessoa” para ‘desencaminhar toda a terra habitada’. (1 João 2:16; Revelação [Apocalipse] 12:9) É a ele que a humanidade em geral obedece.

Na verdade, como no caso de Eva, aqueles que obedecem a Satanás fazem dele seu deus. Por isso, ele é “o deus deste sistema de coisas”. (2 Coríntios 4:4) As conseqüências de seu governo incluem hipocrisia e mentiras; guerra, tortura e destruição; crime, ganância e corrupção.

Como você pode evitar a influência dele

A Bíblia alerta: “Mantende os vossos sentidos, sede vigilantes.” Por quê? Porque “vosso adversário, o Diabo, anda em volta como leão que ruge, procurando a quem devorar”. (1 Pedro 5:8) Embora esse texto talvez nos deixe preocupados, é reconfortante saber que apenas aqueles que não mantêm seus sentidos — os que não se mantêm vigilantes — serão “sobrepujados por Satanás”. — 2 Coríntios 2:11.

É vital aceitar que a existência de Satanás é uma realidade e permitir que Deus ‘nos faça firmes’ e ‘fortes’. Dessa forma, podemos ‘tomar nossa posição contra Satanás’, ficando do lado de Deus. — 1 Pedro 5:9, 10.

 

LOGIN