Configurações de acessibilidade

Pular para menu principal

Pular para menu secundário

Pular para conteúdo

Busca avançada

Testemunhas de Jeová

Português

O que é o lago de fogo? É o mesmo que inferno ou Geena?

A resposta da Bíblia

O lago de fogo simboliza destruição eterna. É o mesmo que Geena, mas não é o mesmo que inferno, que é a sepultura comum da humanidade.

Não é um lago literal

Os cinco versículos da Bíblia que mencionam “o lago de fogo” indicam que não se trata de um lago literal, mas de um símbolo. (Apocalipse 19:20; 20:10, 14, 15; 21:8) São lançados no lago de fogo:

Um símbolo de destruição eterna

A Bíblia diz que o lago de fogo “significa a segunda morte”. (Apocalipse 20:14; 21:8) O primeiro tipo de morte mencionado na Bíblia é a que resultou do pecado de Adão. Essa morte pode ser revertida pela ressurreição e será eliminada por Deus no futuro. — 1 Coríntios 15:21, 22, 26.

Não é possível sair do simbólico lago de fogo.

O lago de fogo representa outro tipo de morte, a “segunda morte”. Embora ela também seja um estado de total inatividade, há uma diferença: a Bíblia não fala nada sobre uma ressurreição da segunda morte. Por exemplo, a Bíblia fala que Jesus tem “as chaves da morte e do inferno” para indicar que ele tem autoridade para libertar pessoas da morte resultante do pecado de Adão. (Apocalipse 1:18; 20:13, Almeida) No entanto, ninguém, nem mesmo Jesus, possui a chave para o lago de fogo. Esse lago simboliza punição por meio de destruição eterna. — 2 Tessalonicenses 1:9.

É o mesmo que Geena

A Geena (do grego geenna) é mencionada 12 vezes na Bíblia. É um símbolo de destruição eterna, assim como o lago de fogo. Embora essa palavra seja vertida como “inferno” em algumas traduções da Bíblia, a Geena não é a mesma coisa que o inferno (em hebraico, sheohl, e em grego, haides).

O vale de Hinom

A palavra “Geena” significa literalmente “vale de Hinom”, um lugar que ficava próximo de Jerusalém. Nos tempos bíblicos, esse vale era usado como depósito de lixo. O fogo era mantido constantemente aceso para queimar todos os detritos. O que não era destruído pelo fogo era consumido por larvas.

Jesus usou a Geena como símbolo de destruição eterna. (Mateus 23:33) Ele disse que na Geena “o gusano [ou larva] não morre e o fogo não se extingue”. (Marcos 9:47, 48) Com essas palavras, Jesus se referiu às condições no vale de Hinom e também à profecia de Isaías 66:24, que diz: “E realmente sairão e olharão para os cadáveres dos homens que transgrediram contra mim; pois os próprios vermes sobre eles não morrerão e o próprio fogo deles não se apagará.” A ilustração de Jesus descreve, não a tortura, mas uma aniquilação total. Os vermes e o fogo consomem cadáveres, e não pessoas vivas.

A Bíblia não dá nenhuma evidência de que seja possível sair da Geena. Tanto “o lago de fogo” como “a Geena ardente” representam destruição permanente e eterna. — Apocalipse 20:14, 15; 21:8; Mateus 18:9.

Em que sentido “atormentados dia e noite, para todo o sempre”?

Se o lago de fogo é um símbolo de destruição, por que a Bíblia diz que o Diabo, a fera e o falso profeta “serão atormentados dia e noite, para todo o sempre”? (Apocalipse 20:10) Veja por que não se trata de uma tortura literal:

  1. Para que o Diabo fosse torturado para sempre, ele precisaria permanecer vivo para sempre. No entanto, a Bíblia diz que ele será ‘reduzido a nada’, ou seja, será eliminado. — Hebreus 2:14.

  2. A vida eterna é um presente de Deus, não um castigo. — Romanos 6:23.

  3. A fera e o falso profeta são símbolos, e por isso não podem sofrer tortura física.

  4. O contexto da Bíblia revela que tormento pode significar confinamento ou destruição eterna.

Na Bíblia, a palavra usada para “tormento” pode significar uma “condição de confinamento”. Um exemplo disso é Mateus 18:34. Nesse texto, usa-se uma palavra grega que significa literalmente “atormentadores”. Mas algumas traduções da Bíblia vertem essa palavra grega por “carcereiros” ou “carrascos”, mostrando a ligação entre “tormento” e “confinamento”. Outro exemplo para o significado de “tormento” está nos relatos paralelos de Mateus 8:29 e Lucas 8:31. O texto em Mateus usa a palavra ‘tormento’ para corresponder ao que o texto em Lucas chama de “abismo” — um lugar simbólico de total inatividade ou morte. (Romanos 10:7; Apocalipse 20:1, 3) E em diversos textos, o livro de Apocalipse usa a palavra “atormentar” ou “tormento” em sentido simbólico. — Apocalipse 9:5; 11:10; 18:7, 10.