Configurações de acessibilidade

Pular para menu principal

Pular para menu secundário

Pular para conteúdo

Busca avançada

Testemunhas de Jeová

Português

OS JOVENS PERGUNTAM

Devo terminar o namoro? — Parte 1

Às vezes, terminar o namoro é um alívio. Veja o que aconteceu com Jill. Ela diz: “No começo, eu me sentia especial porque meu namorado sempre se preocupava comigo, querendo saber onde e com quem eu estava, e o que estava fazendo. Mas isso chegou a um ponto em que eu não podia sair com ninguém, com ele. Ele tinha ciúme até da minha família — em especial do meu pai. Quando terminei o namoro, foi como se um grande peso tivesse saído dos meus ombros!”

Sarah passou por algo parecido. Ela começou a perceber que John, seu namorado, era sarcástico, difícil de agradar e grosseiro. “Certa vez”, Sarah se recorda, “ele chegou na minha casa três horas atrasado, não deu atenção à minha mãe quando ela abriu a porta e disse: ‘Vamos embora. Nós estamos atrasados.’ Ele não disse ‘Eu estou atrasado’, mas ‘Nós estamos atrasados’. Ele deveria ter se desculpado ou se explicado. Mas, acima de tudo, ele deveria ter tratado minha mãe com mais respeito”.

É claro que a decepção com uma atitude ou um traço de personalidade não necessariamente determina o fracasso de um relacionamento. (Salmo 130:3) Mas, quando Sarah percebeu que a grosseria de John era um hábito e não um incidente isolado, ela decidiu terminar o namoro.

E se você também concluir que a pessoa que você namora não será um bom marido ou uma boa esposa? Nesse caso, não ignore seus sentimentos! Por mais difícil que seja aceitar isso, pode ser melhor terminar o namoro. Provérbios 22:3 diz: “Argucioso é aquele que tem visto a calamidade e passa a esconder-se.”

É verdade que terminar o namoro pode não ser fácil. Mas o casamento é para sempre. É melhor sofrer por um tempo agora do que depois se arrepender pelo resto da vida!